Dores nas Costas: A escolha do Pilates como tratamento. Parte I
Dores nas Costas: A escolha do Pilates como tratamento. Parte I

Dores nas Costas: A escolha do Pilates como tratamento. Parte I

 

Pilates para alívio de dores nas costas: entenda motivos de sua escolha

Os métodos existentes para a melhoria do funcionamento corporal aumentam a cada dia, mas alguns, por sua extrema eficiência e os diversos benefícios que proporciona, ganham um destaque especial. Como exemplo o Pilates para as dores nas costas.

O pilates para alívio das dores nas costas vem sendo procurado por uma quantidade cada vez maior de pessoas, já que permite não apenas a eliminação de processos dolorosos, como também a melhoria da vida de forma geral, como em seu aspecto postural.

Em virtude das diversas informações relacionadas com este tema, podem surgir dúvidas e questionamentos quanto ao Pilates em si e a sua adequação para redução de quadros de dor, em especial nas costas, ou da obtenção de uma melhor postura e estes esclarecimentos serão abordados neste texto.

 

Conceitos básicos do Pilates

Para iniciar as nossas considerações sobre pilates para auxílio de dores é preciso conhecer de forma conceitual o funcionamento deste sistema, que foi criado pelo alemão Joseph Pilates na década de 1920 e teve o nome inicial de Contrologia, por promover um controle de todos os músculos do corpo pela mente.

Com base nisso, o Pilates tem como conceito oficial ser “um conjunto de exercícios feitos no solo ou com o uso de aparelhos exclusivos para esta finalidade que levam ao controle e conexão entre corpo e mente de maneira integral proporcionando a recuperação ou manutenção da saúde corporal”.

imagem-i-parte-i

Principais benefícios do Pilates

O Pilates trabalha todos os músculos do corpo humano fazendo a volta dele para um estado de equilíbrio e por isso proporciona aos seus praticantes uma série de benefícios importantes, cujos principais são os seguintes:

  1. Eliminação do estresse: a série de exercícios do pilates tem uma sequência determinada que exige concentração e um ritmo de respiração específico que leva seus praticantes, com o passar do tempo, a lidarem melhor com situações de estresse já que contam com um maior controle de seu corpo.
  2. Melhoria respiratória: as atividades do Pilates trabalham de forma intensa com os músculos dos pulmões melhorando seu padrão de respiração já que seus praticantes conseguem obter tempos precisos de inspiração e expiração.
  3. Músculos fortes: com certeza uma das vantagens em se fazer Pilates rotineiramente é o trabalho muscular que fortalece de maneira integral o corpo, além de intensificar a estimulação articular.
  4. Melhoria postural: este é, com certeza, um dos maiores benefícios para quem realiza Pilates em sua rotina, porque através dos alongamentos axiais que são realizados, a coluna fica alinhada e alongada, proporcionando um ganho maior de força muscular.

Esta situação leva a uma sustentação melhor da coluna lombar por parte dos músculos, que vão refletir no cotidiano da vida, por uma melhor postura e menor incidência de dores nas costas.

Gostou do conteúdo? Click aqui e veja também a parte II para ter o entendimento completo do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscrito